Pé de café: curiosidades e informações

Pé de café

O café é a segunda bebida mais consumida em todo planeta. Mas, você sabe quando floresce um pé de café? E quanto tempo demora, do plantio, até a colheita do café? E será que você pode ter um pé de café em casa?

Se você está curioso (a) para mais informações e curiosidades sobre o pé de café, então saiba tudo sobre essa planta, produtora do fruto que gera essa bebida tão deliciosa: o café! Confira!

Como é o pé de café?

Pé de café
Fonte: twenty20photos (Elements)

Embora na nossa mente venha a imagem de uma fazenda gigante, lotada de pés de cafés, cheios de frutos para serem colhidos, o pé de café é uma árvore pequena.

De fato, seu tronco possui, em média, até 10 cm de diâmetro. Uma das características interessantes é que quando o pé de café já tem mais idade, a casca do tronco fica fissurada e áspera.

As folhas são simples, elípticas e brilhantes. Já as flores são brancas e perfumadas, sempre unidas em grupos de três.

Aliás, nada mais bonito que um cafezal inteiro florido. Costuma-se chamar essa ocasião de “véu de noiva”.

Os frutos do café, colhidos, torrados e moídos para o preparo da bebida, são ovais e podem ter coloração vermelha ou amarelada, conforme o tipo de café. Assim, os frutos nascem diretamente do tronco, formando estruturas denominadas rosetas.

A florada do pé de café ocorre, geralmente, entre setembro e novembro. Desde o plantio, até a produção e colheita dos frutos, tem-se um período de 3 anos.

Existem duas grandes espécies de café ao redor do mundo: o café Arábica e o café canéfora. O café Arábica é o utilizado na produção dos cafés especiais. Já o café canéfora tem uma variedade bastante conhecida no mundo, o Robusta. No Brasil, esse tipo de café é conhecido como conilon.

A diferença entre o café Arábica e o Robusta está no DNA. O café Arábica possui 44 cromossomos e o Robusta, 22.

Em uma fazenda de café, os pés de café são plantados em fileira, com um espaço determinado entre as fileiras, para facilitar o processo de colheita do café.

Quando é a colheita do café?

No Brasil, nas áreas nas quais o café é plantado, os pés de café florescem em outubro. A partir daí, começa a formação dos pequenos frutos (denominados “chumbinhos”).

Então, quando as folhas caem e só permanecem os chumbinhos, tem-se o início do processo de maturação dos frutos.

Dessa forma, essa maturação dura até meados da chegada do inverno. Nesse período, diz-se que o pé de café “hiberna”. E enquanto ocorre esse processo de “hibernação”, é feita a colheita dos frutos.

Ou seja, a colheita do café gira em torno dos meses de maio até agosto, dependendo do local onde são plantados e do tipo de pé de café.

Nessa fase, os frutos já têm coloração vermelha, quase cereja, ou de amarelo mais forte, mostrando que estão maduros, ideais para a colheita. A colheita pode ser feita de maneira manual ou mecanizada.

Como é o processo de se obter o café – do pé de café até chegar na sua casa

Pé de café
Fonte: jkraft5 (Elements)

Muita gente não sabe como é o processo para se obter os grãos ou o café em pó que chega na sua casa, pronto para ser extraída a deliciosa bebida do dia a dia.

Até agora, descrevemos como é o processo do plantio, bem como o que acontece com o pé de café até a colheita dos frutos.

Mas, e depois da colheita? Vamos falar agora desses processos. Os frutos de café necessitam passar por processamento, para serem torrados e então, estarem próprios para consumo.

Os processos podem variar, conforme cada produtos. Porém, em geral, costumam ser os seguintes.

Seleção dos grãos

Até agora, falávamos dos frutos do café. Pois, cada fruto do café, quando maduro, terá dois grãos colados, de coloração cinza-amarelado, dependendo de como o café é plantado e qual seu tipo.

Do fruto, é retirado a casca e também eles são despolpados. Inicialmente, os frutos são colocados em água, para verificar se eles estão maduros ou verdes. Os frutos maduros boiam, já os verdes afundam.

Depois disso, há uma secagem inicial dos frutos, para que o grão fique perfeito para a torra.

Então, os grãos são triados e calibrados. Quando se parte para uma colheita com vistas à produção de um café especial, por exemplo, grãos com defeito, ou que não estão adequadamente maduros, são eliminados.

Torrefação

O processo de torra ou torrefação é essencial para se poder consumir o café, seja ele já comprado em pó ou em grãos.

No processo de torra, os grãos são submetidos a uma elevação rápida de temperatura, para que sua umidade interna fique em torno de 3%. Durante esse processo, os grãos são mexidos constantemente, para que a torra seja homogênea.

De fato, esse é um processo muito delicado e importante. Um erro aqui e toda aquela safra pode ser perdida.

Então, o mestre cafeeiro analisa muito bem e calcula a quantidade de grãos expostos, qual a temperatura indicada, a quantidade de ar quente que entra, dentre vários outros aspectos.

Assim, uma torrefação bem-feita fará com que as qualidades do café sejam evidenciadas. Por outro lado, a torra também pode mitigar defeitos do café.

É o que geralmente acontece no café extraforte, em que grãos de qualidade inferior costumam ser torrados a uma temperatura muito elevada (praticamente carbonizados) para esconder defeitos e sua qualidade inferior.

O resultado? Uma bebida muito amarga e de pouca qualidade.

Antes da torra completa, o mestre cafeeiro também faz teste com alguns grãos, para ver como eles se comportam.

A temperatura sobre entre 190º C a 240º C e assim como uma pipoca, ouve-se um estalo (ou crack). É o sinal que o grão perdeu umidade e está expandindo. Nesse momento, se decide se a torrefação continua ou é encerrada.

Resfriamento

Depois da torra, é essencial que os grãos sejam resfriados rapidamente. Caso contrário, eles começaram a cozinhar. E isso não é desejado para a obtenção do café para venda.

É importante lembrar que a torra ideal é a torra média, em que o grão de café tem coloração marrom média. Com isso, o seu sabor evidenciará leve doçura.

Por outro lado, uma torra clara tornará a bebida com maior teor de acidez. Nesses casos, o grão aparece de cor bege clara.

E por último, a torra excessiva faz com que os grãos fiquem de coloração muito escura, o que fará com que a bebida ganhe acentuado sabor amargo.

Existem diversas formas que esse resfriamento pode ser feito: com ar frio ou água fria, são algumas das formas.

Depois, os grãos são classificados. Assim, podem ser embalados, caso o objetivo seja a venda de café em grãos.

Porém, se o objetivo é a venda do café em pó, eles seguem para a próxima etapa.

Moagem

Após a torra e o resfriamento, chegou a hora da moagem dos grãos. O processo de moagem também é muito importante na manutenção dos sabores ideais do café.

O tipo de moagem deve considerar o método de preparo do café. Portanto, se você vai usar café coado, prensa francesa ou moka, todas essas diferentes formas de se tomar café necessitam de moagens de espessura diferente dos grãos.

Se você nunca experimentou café moído na hora, faça a experiência! O sabor e aroma são bem marcantes, quando se moem os grãos imediatamente antes de extrair a bebida.

Posso ter um pé de café em casa?

Pé de café
Fonte: twenty20photos (Elements)

Ter um pé de café em casa requer bastante atenção e cuidado. Mas, não é uma planta difícil de se cultivar e pode ser plantada tanto em um vaso quanto no quintal.

Aqui vão algumas dicas importantes, caso você queira ter um pé de café em casa:

  • O ideal é começar o plantio com uma muda de café e não pela semente;
  • Plante a muda durante a primavera ou verão;
  • A germinação leva por volta de 60 dias, portanto, tenha paciência!
  • Utilize um vaso, com terra bem nutrida e deixe a muda plantada a uma profundidade de ao menos 0,5 cm;
  • Deixe o vaso exposto ao sol diariamente;
  • Molhe diariamente ou ao menos uma vez a cada dois dias.

No quintal

Caso prefira plantar sua muda de pé de café no quintal, escolha uma terra bem adubada, com no mínimo um metro de profundidade e boa drenagem.

Além disso, lembre-se que os frutos, nesse cenário de plantio no quintal, vão demorar de 4 a 5 anos para aparecer. Portanto, mais uma vez, tenha paciência!

Por último, escolha o período mais chuvoso para plantar seu pé de café no quintal. Assim, eles sempre estarão hidratados e crescerão, florescerão e darão frutos, como uma plantação em uma fazenda.

Compre itens de café com desconto!