Café extraforte: não seja enganado!

Café extraforte

Quando você vai ao supermercado e vê muitas marcas de café extraforte, o que vem à sua cabeça? Um café, de fato, bem forte! Ou seja, quem compra um café extraforte imagina que terá para apreciar um café bem encorpado… Realmente, forte!

Mas, não é nada disso. Um café extraforte não é um café mais forte que os outros, ou mais concentrado. Nada mais é do que um café composto por grãos torrados à exaustão.

Vamos falar mais sobre o que é um café extraforte e como você, consumidor consciente e apreciador de café, deve pular fora dessa estratégia de marketing para não ser enganado! Confira!

O que é um café extraforte?

Café extraforte
Fonte: 2ikononova (Elements)

Brasileiro adora café. E café, para o brasileiro tem que ser forte.

Assim, as empresas e suas estratégias de marketing perceberam isso. E muitas marcas lançaram o café extraforte. Mas, você sabe o que é um café extraforte?

O chamado café extraforte nada mais é do que os grãos torrados ao extremo. Inclusive, muitos dos grãos foram até carbonizados.

Por isso, a cor do pó desse tipo de café é mais escura, mas isso não quer dizer que o café seja mais forte. Pelo contrário!

De fato, a torra ao extremo dos grãos faz com que muitos sejam carbonizados e com isso, deixa o gosto amargo.

Assim, o máximo que você consegue ao optar pela compra de um café extraforte é ter um gosto amargo da bebida, devido à torra excessiva dos grãos, resultando em um produto de qualidade ruim.

Por que se vende café extraforte?

Entretanto, por que o café extraforte faz ainda sucesso no mercado, com muitas pessoas? E para as empresas, qual a vantagem?

É fato que muitas pessoas não sabem que o café extraforte é um café quase que carbonizado e que seu sabor amargo denota isso. Essas pessoas também não sabem que um café assim tem baixa qualidade.

E, conforme já dissemos, muitas pessoas acreditam que um café extraforte é literalmente, mais forte, mais concentrado, mais escuro e tem mais cafeína do que um café de torra média ou mais claro, por exemplo.

Porém, para as empresas, a vantagem de se optar por um café extraforte é que a torra excessiva, quase carbonizando os grãos, consegue esconder vários problemas, com os próprios grãos.

Dessa forma, grãos de qualidade inferior, com defeitos, ou até mesmo que não estão no ponto certo para colheita (caso dos grãos verdes, por exemplo), podem deixar o gosto do café, sob torra média, ruim.

Esses grãos não deveriam ser escolhidos para torra, mas muitas empresas não querem saber de escolher só os melhores grãos. Elas querem aproveitar tudo e até empurrar grãos de baixa qualidade ou inadequados para o consumidor.

Com isso, optando por uma torra mais forte, praticamente carbonizando os grãos, essas empresas conseguem “esconder” os defeitos.

Mas, esse tipo de café faz mal?

Não necessariamente. Pelos grãos receberem uma torra excessiva, até carbonizando alguns grãos, isso faz com que haja perda dos nutrientes e dos antioxidantes do café.

Portanto, as características positivas do café são todas perdidas quando há a torra excessiva para gerar o chamado café extraforte.

Café extraforte tem mais cafeína?

Café Extraforte
Fonte: OxanaDenezhkina (Elements)

Agora que você já sabe como o café extraforte é obtido, vamos falar especificamente da cafeína. Afinal, muitas pessoas compram esse tipo de café por acreditarem que o seu teor de cafeína seja mais alto, em comparação às torras mais claras.

Você já deve saber que a cafeína é um dos principais componentes do café e muitas pessoas acreditam que quanto mais intensa é a torra, ou mais escuro é o pó do café, mais cafeína esse café possui.

Mas, não é bem assim.

A cafeína está presente no grão do café, mas se esse grão é submetido a uma temperatura superior a 238ºC, essa cafeína será derretida.

Ou seja, se você tiver um grão de café submetido a uma temperatura menor do que 238º C, o processo em si não altera a concentração da cafeína naquele grão.

Porém, a concentração de cafeína não é alterada somente pela torra. Existem outros processos que também alteram essa concentração.

Para começar, o tempo de contato do café com a água. Quanto esse tempo é pequeno, a concentração de cafeína será menor que se o tempo for maior.

Então, café extraforte tem ou não tem mais cafeína?

Se a torra não ultrapassar 238º C, a quantidade de cafeína será a mesma de uma torra média. Mas, lembre-se, não é somente o tipo de torra que leva a maior ou menor concentração de cafeína em um grão.

Conclusão

Café extraforte
Fonte: twenty20photos (Elements)

Atualmente, existe muita informação na internet. Inclusive aqui, no ReviewCafé, você encontra toda a informação sobre os diferentes tipos de café, como o café é produzido, tipos de torra e muitos outros assuntos.

Portanto, opte por um café de qualidade e fuja dos chamados cafés extrafortes, que só terão um gosto amargo, com grãos praticamente carbonizados e baixa qualidade.

Você merece sempre um café de qualidade!

Compre itens de café com desconto!