Há quem não resista e adore a combinação do café com leite, não só no café da manhã, mas também a qualquer hora do dia e da noite.

Popularmente chamada de pingado ou média, dependendo da região brasileira, essa bebida tão popular e acessível está presente na mesa da maioria dos brasileiros e nos cardápios de padarias, cafeterias e restaurantes no mundo todo.

Não importa como é feito ou chamado, o café com leite é uma das bebidas mais famosas e apreciadas por todos, seja quente ou gelada.

Na verdade, não se sabe ao certo como surgiu a combinação, pois não há registros oficiais que comprovem a sua origem.

No entanto, especialistas em café contam que as primeiras receitas de café com leite foram feitas na Europa, nas cafeterias da época em meados no século XVIII.

De lá para cá surgiram várias formas de combinar o leite com o café, mas a essência da bebida continua a mesma. A combinação possui nutrientes importantes para o bom funcionamento do organismo, como proteínas e cálcio, ambos essenciais para a constituição óssea e muscular.

Além disso, o café combinado ao leite pode proteger o estômago de quem já sofre de gastrite, ou prevenir a doença em caso de um maior consumo no dia a dia.

Sem falar que o café com leite pode fornecer mais ânimo e energia, além de muitos outros benefícios, quando ingerido com moderação.

Veja abaixo tudo sobre essa bebida tão famosa, seus benefícios, formas de fazer, dosagem mais adequada e porque algumas pessoas acreditam que ela possa fazer mal.

A história do café com leite

servindo o café junto do leite

Como dissemos, fica difícil dizer exatamente quando a receita de misturar café com leite foi inventada, pois, não há registros históricos oficiais que possam comprovar a sua origem.

No entanto, acredita-se que essa combinação começou a ser feita em meados do século XVIII na Europa, coincidindo com o surgimento dos primeiros estabelecimentos comerciais que serviam café.

Com a expansão da cultura e comercialização do café ao redor da Europa, as tradicionais cafeterias, principalmente na França e na Itália, rapidamente se tornaram populares pontos de encontro de intelectuais da época que, em meio a longas discussões sobre política e arte, apreciavam as mais variadas combinações da bebida.

Mas o café com leite pode ser uma mistura perigosa?

Na verdade, as pessoas transferiram a polêmica do café, por conta da cafeína presente na bebida, para a mistura de café com leite.

No entanto, a combinação não é perigosa.

Essa afirmação de que o café com leite pode fazer mal está associada ao fato de que a cafeína pode atrapalhar na absorção do cálcio presente no leite. No entanto, se você ingerir 30 ml de leite já estará consumindo a quantidade suficiente para evitar que isso aconteça.

O problema é que muita gente tem o hábito de consumir uma quantidade muito maior de café do que de leite, ao longo do dia, reduzindo a quantidade de cálcio disponível no organismo e neutralizando a sua ação.

Contudo, se você consumir a quantidade adequada de cálcio por dia, através da ingestão de leite ou seus derivados, a cafeína não vai provocar nenhuma deficiência da substância.

Entenda melhor as substâncias presentes no café com leite e o que elas representam para o organismo ao consumir a bebida:

Cálcio e proteínas presentes no leite

Para quem não sabe, na natureza o cálcio é um metal da família dos alcalinos-terrosos, mole e flexível, encontrado em conchas, areia e rochas.

No organismo, ele é o mineral mais abundante, sendo armazenado dentro das células e essencial para liberação hormonal, bem como para a construção e manutenção dos ossos e dos dentes.

Além disso, ele tem a função de controlar o sistema nervoso e a transmissão de impulsos nervosos, a produção enzimática, a contração muscular, a coagulação do sangue e produção de líquidos linfáticos.

Ele pode ser ingerido através do consumo de alimentos como leite, coco, amêndoa ou manjericão. Caso não seja suficiente a ingestão pela alimentação, ele pode ser ingerido na forma de suplemento.

Já a proteína presente no leite, é extremamente importante também para uma série de processos metabólicos no organismo, principalmente quando associada ao cálcio.

A proteína é responsável pela síntese muscular e também atua na função estrutural do corpo, reconstruindo fibras musculares e regenerando lesões.

Além disso, contém uma série de aminoácidos e antioxidantes que fortalecem o sistema imunológico. Ou seja, o consumo de leite, por conta desses compostos pode trazer muitos benefícios à saúde!

Cafeína e outras substâncias presentes no café

bebida preparada a base de café

O café é famoso e polêmico por conta da cafeína, presente em sua composição. Porém, o café possui apenas cerca de 1 a 2,5% de cafeína, mas diversas outras substâncias em maior quantidade, muito importantes para o organismo.

Só para citar algumas, o grão de café ainda verde possui uma enorme variedade de minerais como potássio, magnésio, cálcio, sódio, ferro, manganês, zinco, entre outros.

Além dos minerais, ele contém aminoácidos, lipídeos (triglicerídeos), carboidratos, e ácidos graxos livres, açúcares e polissacarídeos. Ele ainda contém uma vitamina do complexo B, a niacina (vitamina B3).

Contudo, a única substância termo-estável é a cafeína, que não é destruída pela torrefação do grão, mas liberada em maior quantidade em altas temperaturas.

As outras substâncias podem ser preservadas, formadas ou até mesmo totalmente destruídas dependendo do processo de torra.

Neste caso, é importante escolher um café de qualidade, em grãos e torra, bem como a melhor forma de extração da bebida, como café arábica e o cold brew, a fim de preservar os seus componentes importantes.

Embora a cafeína não seja necessária para o organismo, é a substância estimulante que mais age no sistema nervoso, além de ter propriedades analgésicas e antioxidantes.

Assim, a substância pode aumentar a capacidade cardiovascular, combater a depressão, melhorar o “estado de alerta”, audição, visão, concentração e raciocínio.

Contudo, café em excesso (mais de 500 a 600 mg/dia – 6 xícaras de 225ml) pode prejudicar a absorção de cálcio, acelerar os batimentos cardíacos e causar ansiedade, dor de cabeça, insônia e irritabilidade, mesmo misturado ao leite.

Quais são as Quantidades de café e leite recomendadas por dia?

O consumo seguro diário para um adulto, sem sensibilidade à cafeína, pode ser de no máximo de 300 mg de café por dia, o equivalente a cerca de 6 mg de cafeína/kg (peso corporal), ou seja, cerca de 4 xícaras de café fresco (225 ml).

Lembrando que existem várias outras bebidas que também contém cafeína, como os refrigerantes (10 latas) e energéticos (4 até 5 latas).

No caso do leite, para que a cafeína não prejudique a absorção de cálcio no organismo, recomenda-se ingerir uma quantidade mínima da bebida por dia, a fim de atingir o valor de cálcio recomendado de acordo com a idade.

Veja a tabela abaixo:

IdadeCálcio (mg)Leite integral (ml)
0 a 6 meses200162
0 a 12 meses260211
1 a 3 anos700570
4 a 8 anos1000815
Adolescentes de 13 a 18 anos13001057
Homens de 18 a 70 anos1000815
Mulheres de 18 a 50 anos1000815
Homens acima de 70 anos1200975
Mulheres acima de 50 anos1200975

É bom lembrar que, para atingir essa recomendação mínima de cálcio, você pode não só tomar leite, mas também incluir seus derivados como iogurtes, queijos, bem como frutas, castanhas e vegetais ricos em cálcio.

Já quem é intolerante ao leite (lactose), pode optar por produtos que não contém a substância ou alimentos à base de soja enriquecidos com cálcio.

Qual seria a dosagem correta para o café com leite?

Já sabemos quais as recomendações diárias para cada uma das bebidas, mas para obter todos os benefícios do café com leite, e não prejudicar as quantidades de nutrientes necessárias para o organismo e garantir a absorção correta do cálcio pelo leite, é preciso acertar também na dosagem ao misturar os dois.

Por exemplo, para que você tenha o máximo de aproveitamento do cálcio, é preciso que a substância também possa interagir da forma correta com a vitamina D presente no corpo, pois o café costuma interferir nessa interação.

Assim, o ideal é que a mistura seja equivalente, isto é, metade de cada um. Ou seja, a famosa média! Ou, que seja pelo menos mais leite e menos café.

Considerando que a quantidade necessária de leite seja de 3 copos ao dia, o ideal é não misturar todos eles com café. Isso porque a recomendação máxima para o café é de até 300 mg, desde que a pessoa consuma 3 copos de leite ao dia.

Para as variações de extração, podemos dizer que as quantidades máximas ficariam entre:

  • Café filtrado em coador (papel ou pano): até 7 xícaras de café (430 ml);
  • Instantâneo: até 8 xícaras de café (460 ml);
  • Expresso: até 3 e ½ xícaras de café (210 ml).

Benefícios do café com leite

preparando um delicioso café com leite

Portanto, já deu para perceber que o café com leite não é nenhum vilão, muito menos o café sozinho.

Ele só precisa ser tomado na quantidade certa e preparado da forma correta. Feito isso, a bebida pode trazer inúmeros benefícios, veja a seguir:

1. Aumenta o foco e a concentração

O café é conhecido pela sua fama energética, por conta da cafeína, que é uma substância estimulante para o cérebro. Por isso, ele pode aumentar a agilidade de pensamento e aumentar o foco (atenção).

Quando misturado ao leite, a combinação pode também aumentar o nível de concentração.

Por isso, a bebida foi incorporada na merenda escolar de escolas do ensino público em todo o país, para aprimorar o processo de absorção de conhecimento dos alunos.

2. Pode ajudar a prevenir doenças

vários estudos pelo mundo que comprovam ou associam as propriedades da cafeína como benéficas à saúde.

Alguns relatam resultados positivos na prevenção contra doenças degenerativas como Alzheimer e Parkinson, diabetes, cirrose e cálculos na vesícula biliar.

3. Evita e alivia a gastrite

Quem já sofre de gastrite, sabe que um simples cafezinho pode prejudicar bastante o organismo, atacando o sistema digestivo e provocando desconforto e mal-estar.

Se você adora café e não consegue deixar de tomar, a solução seria apostar no café com leite, visto que leite pode proteger o estômago dos efeitos do café, e ainda pode aliviar as quantidades de quem costumam passar do limites com a cafeína no dia a dia.

4. Diminui enxaquecas e dores de cabeça

O café tem propriedades analgésicas, que podem aliviar os sintomas de enxaquecas e dores de cabeça, quando ingerido nas quantidades adequadas.

Já o leite tem um efeito calmante. Por isso, o café com leite pode ser a combinação ideal.

5. Fortalece músculos, dentes e ossos

Na dosagem certa, o café com leite pode contribuir para o fortalecimento dos músculos, dentes e ossos, por conta da adição do cálcio e proteínas do leite na combinação.

Variações no preparo do café com leite

O ideal é que a combinação entre café e leite sejam equilibradas em relação à quantidade de cada um na xícara. Mas nada te impede de criar outras receitas, adicionando outros ingredientes à mistura.

As formas de preparo também podem variar, misturando café frio, leite gelado, vaporizado, apenas a espuma ou leite fervido.

Veja abaixo algumas receitas tradicionais que são comumente associadas ao café com leite:

  • Tradicional: café coado com leite fervido em proporções equilibradas;
  • Mocha: mistura trifásica de uma dose de café espresso, calda de chocolate e espuma de leite vaporizado;
  • Média ou Latte: também conhecido por cortado, é feito com uma dose de café expresso, leite vaporizado e uma camada fina de espuma cremosa por cima;
  • Cappuccino: originalmente preparado com café espresso, leite e mel, mais tarde adicionado a canela e/ou o chocolate em pó na receita;
  • Macchiato: café expresso com espuma de leite vaporizado por cima.

Há ainda variações como o Café com Panna, Café com Chantilly e Café Breve, outras receitas famosas em outros países.

Dicas para fazer um delicioso café com leite

adicionando mistura na xícara

Agora se você chegou até aqui e tá morrendo de vontade de preparar um café com leite delicioso para comprovar tudo o que foi dito, siga as dicas abaixo para não se decepcionar:

  • Escolha um café de boa qualidade, de preferência café arábica que é mais leve e tem um sabor mais adocicado, menos amargo e ácido, além de conservar as principais propriedades do grão, por conta de uma torra mais suave;
  • O leite também deve ter boa procedência e ser integral, que é mais gorduroso e cremoso;
  • Não exagere na quantidade de açúcar, para não interferir no sabor da mistura;
  • Procure não ferver o leite para não comprometer a consistência da mistura e perder as propriedades nutricionais da bebida;
  • Ao misturar, coloque primeiro o café, incline a xícara e vá adicionando o leite em movimentos circulares, finalizando com uma fina camada de espuma.

E aí, café com leite é ou não uma boa opção?

Pronto!

Depois de ler o conteúdo, você já sabe que o café com leite pode te trazer mais benefícios que malefícios à saúde. Se você puder controlar o consumo e aliar à ingestão de outros alimentos que contenham cálcio.

Dessa forma, você consegue aproveitar todos os benefícios do café, sem ter que se preocupar com os risco do consumo excessivo de cafeína na sua dieta.

Assim, mesmo que a cafeína seja capaz de diminuir a absorção do cálcio presente no leite, se você manter mais leite do que café na sua xícara todos os dias, a sua saúde estará segura e você não vai precisar abrir do seu cafezinho.

cafeteria preparando delicioso café

Cafeteiras e Acessórios com Bons Preços

A Amazon preparou uma sessão com os produtos mais vendidos em sua categoria de cafeteiras e acessórios para café.

São centenas de produtos com preços acessíveis para você preparar seu café melhor.

Não perca a oportunidade de conferir os produtos em destaque.