Você saberia dizer quais são os melhores cafés do mundo? Quem aprecia um bom café costuma estar por dentro das novidades e ir em busca das melhores experiências.

Mesmo não tendo a oportunidade de provar todas as opções, é possível saber quais são os principais países produtores dos melhores cafés do mundo. Vai que um dia a oportunidade se apresenta e você tem o prazer de experimentar alguns deles?

Já sabemos que o café é uma das bebidas mais consumidas no mundo todo, sendo que os brasileiros não dispensam o bom e velho cafezinho.

Afinal, dividimos o ranking entre os principais produtores de café arábica do mundo, além de sermos os responsáveis pela produção de 1/3 do café mundial em quantidade.

Desde os primeiros registros na Etiópia, em continente Africano, a bebida se popularizou rapidamente e se espalhou por todos os continentes.

A produção cafeeira, porém, limitou-se às regiões de alta altitude, situadas entre os trópicos, que oferecem as melhores condições de cultivo.

Cada uma dessa regiões conservam suas características específicas, tornando cada produção de grão única.

Atualmente, o café é produzido por cerca de 43 países, mas nem todos reúnem todas as variáveis necessárias para desenvolver um grão de qualidade.

Assim, poucas regiões se destacam pela superioridade de seus grãos. Confira abaixo os países produtores dos melhores cafés do mundo e suas marcas.

Confira!

Como são avaliados os melhores cafés do mundo?

O processo de avaliação de grãos de café e o resultado final da bebida a cada preparo é complexo.

Não entraremos em detalhes técnicos, mas explicaremos de forma sucinta com algumas informações que irão ajudar a entender o método utilizado na avaliação (são métodos e instituições diferentes que fazem essa análise).

O mundo inteiro utiliza um único padrão de avaliação para avaliar o nível de qualidade dos grãos fornecido pela Metodologia de Avaliação Sensorial da SCA (Specialty Coffee Association).

De acordo com essa metodologia, os cafés são classificados como: tradicional, superior e especial, a fim de estabelecer o seu valor de compra/venda no mercado.

No caso dos cafés especiais ou café gourmet (100% café arábica), ele se encaixa em uma escala de 0 a 100, atingindo pelo menos 80 pontos.

Já um café tradicional costuma obter nota entre 45 a 59, um café superior varia de 60 a 70, sendo que os cafés que atingem notas inferiores a 45, não são possuem qualidade recomendáveis.

Dentre as características avaliadas, podemos citar: aroma, uniformidade, ausência de defeitos, doçura, sabor, acidez, corpo, finalização e harmonia.

Existem também concursos e premiações anuais que costumam destacar os melhores produtores e suas melhores safras.

A Associação Brasileira de Cafés Especiais (ou Brazilian Specialty Coffee Association – BSCA), por exemplo, foi criada para controlar e valorizar a qualidade dos cafés produzidos no país.

Ela possui programas e parcerias para promover a qualidade e o reconhecimento do café do país, como o Cup of Excellence Brasil, que elege os melhores grãos e premia os seus produtores.

A BSCA também nos representa nos conselhos da SCAA (Specialty Coffee Association of America), principal organização que estimula a produção e consumo de grãos especiais pelo mundo.

São elas que determinam os melhores cafés do mundo!

plantação dos grãos de café

Principais produtores dos melhores cafés do mundo

Para ser considerado um dos melhores produtores de café, a região precisa reunir todas as variáveis necessárias para conseguir desenvolver um grão de qualidade superior.

Alguns países possuem regiões cafeeiras que se destacam pelo seu café de qualidade superior.

Normalmente, essas regiões possuem o ambiente mais favorável, com as condições climáticas ideais, capazes de produzir grãos de grande versatilidade e sabores característicos, de identidade única.

Veja abaixo os principais países produtores dos melhores cafés do mundo:

Brasil

O Brasil é um dos maiores produtores de café em quantidade do mundo, sendo responsável por ⅓ da produção mundial de cafés especiais (Arábica) no mercado global.

Segundo a escala SCA – Specialty Coffee Association (Associação de Cafés Especiais), o café especial brasileiro já chegou a atingir até 95 pontos na classificação do concurso Cup Of Excellence.

O país possui vários estados produtores como Bahia, Espírito Santo, São Paulo e Minas Gerais, que se destacam não só em produção, mas também pela qualidade dos grãos.

Atualmente, o sul de Minas Gerais tem se destacado entre os outros estados, sendo o grande responsável pelo mercado mundial de cafés gourmet.

O café mineiro serve de base para a maioria dos blends, e está presente em até 75% na maioria das composições dos melhores cafés do mundo.

Apesar de cada grão conservar características específicas de sua região, os cafés brasileiros costumam ter corpo cremoso, doçura e aroma marcantes e baixa acidez.

Colômbia

A Colômbia é o terceiro maior produtor de café no mundo, e seu café é famoso pela qualidade elevada e sabor marcante. Por isso, o café colombiano é também considerado um dos melhores cafés do mundo.

Como, por exemplo, o grão Arábica Medellin, um de seus principais grãos, sendo o café mais famoso o Juan Valdez.

Suas principais regiões produtoras estão localizadas no vale da Cordilheira dos Andes (Caldas, Quindio e Risaralda), onde o solo é fértil e as condições climáticas perfeitas para a produção de cafés especiais: elevadas altitudes, temperaturas amenas e umidade.

No entanto, a maior parte de sua produção é feita por pequenos agricultores, através da colheita manual, a fim de garantir a qualidade elevada dos grãos.

A produção de café representa uma boa fatia da economia do país, com a vantagem de possuir dois portos em suas extremidades, que facilitam a distribuição para outros países, o que torna o seu café conhecido no mundo todo.

O café colombiano é símbolo nacional, e conta com sabor marcante, levemente adocicado, com notas amendoadas, em um corpo médio, de baixa acidez.

grãos de café moídos

Índia

O café mais indiano tem como principal foco a exportação para a Europa, sendo que 40% da produção é do tipo Arábica.

O seu principal grão é o Monsooned Malabar, que possui um processamento curioso, no qual deixa as sementes na chuva por 3 a 4 meses. Por conta desse processo, o café possui uma cor distinta, aroma único e textura suave.

As principais características dos grãos são a baixa acidez, corpo médio, doçura aveludada e sabor intenso e equilibrado.

Panamá

A região da América Central possui condições geográficas (grandes altitudes) e climáticas favoráveis para o cultivo do café, desde o México até o Panamá.

Dentre os países produtores de várias variedades de cafés, podemos citar a Costa Rica, Guatemala, Honduras, El Salvador e Nicarágua, com destaque para o Panamá e seus cafés gourmet.

Apesar de o cultivo ainda ser tradicional, o café panamenho tem sido mundialmente reconhecido e apreciado pelos paladares mais exigentes, como a família real japonesa.

É o caso do café Arábica Geisha, muito aromático, com tons florais e frutados, sabor cítrico de longa duração e acidez equilibrada.

Indonésia

Atualmente a Indonésia se encontra entre os mais importantes produtores de café, por conta das condições climáticas e solo (orgânicos e vulcânicos) das ilhas da região, ideais para a sua produção.

A maioria da produção é voltada para os cafés do tipo Robusta, apesar de também produzirem o tipo Arábica, que dá origem aos cafés mais famosos do mundo, como o Java (da ilha de mesmo nome) e outros grãos cultivados no Sumatra e Sulawesi.

Além disso, o país é famoso por produzir um dos cafés mais caros do mundo, o Kopi Luwak, extraído das fezes do Civeta Asiática, um mamífero típico da região que se alimenta dos grãos, processa o fruto em seu sistema digestivo (apenas a polpa), para depois excretar as sementes.

De modo geral, o café indonésio possui aroma e espessura leves, sabor doce e frutado, com baixa acidez e mais amargor.

Etiópia

A Etiópia não podia ficar de fora dessa lista, já que foi o país de origem do café Arábica, e o maior produtor, exportador e consumidor do grão, configurando a principal atividade econômica do país.

Aliás, o continente Africano possui vários outros países produtores e exportadores mundiais de café, como Uganda, Quênia e Tanzânia.

O país é responsável pela produção de uma enorme diversidade de grãos, cultivados por processos ancestrais, em que os grãos são selecionados, lavados, torrados em fogo a lenha e moídos na hora antes de a bebida ser finalizada em uma jebena (jarro tradicional).

Seu café é considerado um dos melhores cafés do mundo, pois contam com um amplo espectro de sabores, de tons frutados e florais, delicado e leve.

Os grãos mais famosos são o Harrar, Sidamo e o Yirgacheffe, cada um com suas características específicas.

grãos de café com xícara

Lista dos melhores cafés do mundo

Agora que você já sabe quais os principais produtores dos melhores cafés do mundo, segue abaixo uma lista dos melhores e melhores avaliados cafés do mundo, com as mais altas qualificações entre os cafés especiais (de 2010 a 2018):

  • Hawaiian Kona – Havaí;
  • Los Planes – El Salvador: sabores com fios de açúcar mascavo e tangerina com caramelo;
  • Mocha Java Coffee – Indonésia: aroma e espessura leves, sabor doce e frutado, com baixa acidez e mais amargor;
  • Harrar e Yirgacheffe – Etiópia: tons frutados e florais, delicado e leve;
  • Antigua – Guatemala;
  • Quênia AA – Quênia: sabor mais intenso e maduro;
  • Montanha Azul (Blue Mountain) – Jamaica;
  • Santa Helena – Ilha de Santa Helena;
  • Geisha Hacienda La Esmeralda – Panamá: aromático, com tons florais e frutados, sabor cítrico de longa duração e acidez equilibrada;
  • Fazenda Santa Inês – Minas Gerais, Brasil: sabor frutado e doce, corpo cremoso, aroma marcante e baixa acidez;
  • Kopi Luwak – Indonesia: aroma e espessura leves, sabor doce e frutado, com baixa acidez e mais amargor;
  • Juan Valdez – Colômbia: sabor marcante, levemente adocicado, com notas amendoadas, em um corpo médio, de baixa acidez;
  • Finca El Injerto Coffee – Panamá;
  • Ivory Black – Tailândia: notas de chocolate, cacau, especiarias (tabaco e couro), uma pitada de grama e cereja vermelha.

Apenas para Leitores do ReviewCafé

Nós como parceiros da Amazon criamos uma lista com diversas promoções de cafeteiras e acessórios para café. Veja agora!