Dentre tantas variedades de grãos de café Arábica, uma das mais populares é a Bourbon, um grão altamente consumido no mundo inteiro.

No entanto, o café Bourbon conquistou o paladar brasileiro não tem muito tempo, embora tenha uma longa história por aqui (quase 150 anos de cultivo no Brasil).

Ele é suave e possui uma doçura natural, porém encorpado, de aroma intenso e notas de chocolate.

Mas essas são apenas algumas de suas principais características, pois apesar de ser uma das variedades mais apreciadas no mercado cafeeiro, sua origem e particularidades são pouco conhecidas por todos.

Para começar, o café Bourbon possui duas subvariedades, o Bourbon Amarelo e Vermelho, sendo que ao conhecer melhor as diferenças entre as duas ajuda muito na hora de escolher a melhor opção, de acordo com as suas preferências.

Quer saber mais sobre o café Bourbon?

Ao entender a sua história e as suas particularidades, você poder aumentar o seu conhecimento sobre grãos e ainda melhorar a sua experiência de degustação da bebida, conseguindo até identificar novas notas sensoriais.

Vamos lá!

Afinal, o que é o café Bourbon?

Essa é uma das variedades de café Arábica mais conhecidas e considerada uma das melhores para a produção de cafés gourmet.

A variedade tem origem em uma pequena ilha paradisíaca a leste de Madagascar, no Oceano Índico, que levava o mesmo nome, mas que hoje é conhecida por Ilha de Reunião, uma das mais prósperas da região.

O café Bourbon caracteriza-se por um sabor equilibrado e adocicado, de corpo médio, aroma intenso semelhante ao caramelo, com uma textura achocolatada e suave.

Mas como todo café da espécie Coffea arabica, o seu cultivo exige muita atenção, cuidado e conhecimento, sendo o solo, clima, altitude (acima de 800 m de altitude) e processos de secagem fundamentais para manter todas essas características.

Por isso, a sua produtividade é inferior comparada às demais variedades comerciais, além de ser também muito suscetível a pragas e doenças, como a ferrugem (doença causada pelo fungo Hemileia vastatrix). Com isso, o seu custo acaba ficando também mais alto.

O café Bourbon possui duas subvariedades: o Bourbon Vermelho e o Bourbon Amarelo, sendo este muito indicado para a produção de cafés especiais, por conta de um alto teor de sacarose (doçura) e pouco ácido oxálico (substância que dificulta a absorção de nutrientes pelo corpo).

grãos de café

História do café Bourbon

Segundo a própria história do café, foram os holandeses os responsáveis pelos primeiros cultivos do grão de café Bourbon, que ao levarem uma muda fértil da planta de presente ao Rei Luís XIV, no início do séc XVI, acabaram disseminando a variedade pelo resto do mundo.

Primeiramente a varietal foi cultivada em estufas no Palácio de Versailles, para depois ser levada para a ilha de Bourbon (hoje, Ilha de Reunião), colônia francesa na época, onde prosperou bastante e batizada com o mesmo nome do local.

Há cerca de 100 anos depois, os grãos (Bourbon vermelho) chegaram ao Brasil em 1859, por ordens do Governo, tendo sido adquiridas pelo cafeicultor Luiz Pereira Barreto.

Na época, o país já era referência na cafeicultura e produzia muito café, mas buscava inovar e melhorar a qualidade e capacidade produtiva.

Apesar de a variedade não ser conhecida por aqui, o produtor pode notar grandes diferenças comparadas aos “cafés comuns” plantados no país. Em visita à Bélgica, Luiz comparou o seu cultivar com outro grão cultivado por lá.

Para a sua surpresa, eles eram a mesma varietal e assim, certificou-se da origem e características de seu produto na época. O café Bourbon passou por vários estudos e aprimoramentos genéticos desde então até a década de 1930.

A partir disso, as melhores sementes foram distribuídas aos cafeicultores brasileiros, disseminando o café Bourbon pelos nossos solos. Hoje a varietal é largamente produzida em regiões cafeeiras como Cerrado Mineiro, em Minas Gerais.

Principais características do café Bourbon

O café Bourbon possui muitas características que o diferenciam de outros cafés especiais.

A variedade é considerada uma bebida de alta qualidade, por conta de características suaves, corpo médio, baixa acidez, aroma intenso, sabor diferenciado com notas adocicadas de chocolate ou avelã, que dependendo das técnicas de cultivo, podem ser ainda mais potencializadas.

No entanto, o cultivo dessa varietal costuma exigir muito cuidado, visto que é sensível a pragas e doenças.

Os grãos de café devem ser produzidos em solos com altitude acima de 800 metros, sendo que os pés de café costumam atingir até 3 metros de altura em formato cilíndrico, fornecendo frutos no mesmo formato do café comum, porém menores.

Por isso, não é uma das variedades mais produtivas, sendo que o seu rendimento por hectare chega a ser menor em relação a outras variedades (cerca de 50%), como os cafés Mundo Novo, por exemplo.

Bourbon Vermelho vs Bourbon Amarelo

As diferenças entre as suas subvariedades se dão pelo sabor, sendo o Bourbon vermelho mais palatável, e Bourbon amarelo com uma presença maior no paladar. Veja abaixo mais detalhes sobre cada uma delas:

Bourbon Vermelho

O Bourbon vermelho foi a primeira subvariedade que chegou ao Brasil, por conta da sua fama de alta qualidade e adaptabilidade ao clima brasileiro. Ele se adaptou rápido e já se tornou destaque na cafeicultura.

Recebe esse nome devido à coloração do grão quando maduro. Ele leva cerca de 30 a 40 anos para atingir o grau de maturação desejado.

Mas já na década de 1930, a variedade era cultivada em larga escala, passando por diversos melhoramentos genéticos.

Foi assim que se chegou aos fatores ambientais específicos do seu cultivo, como temperatura, altitude e solo. Assim, o Bourbon vermelho exige bastante cuidado, água em abundância e um solo bem nutrido.

Bourbon Amarelo

Acredita-se que a subvariedade amarela foi encontrado pela primeira vez em 1930 na cidade de São Paulo, sendo identificada como uma mutação natural do Bourbon vermelho.

Porém, há especialistas que afirmam que a subvariedade é resultado do cruzamento entre o Bourbon vermelho e o Botucatu amarelo, outra variedade de café brasileira.

Dentre as diferenças, o Bourbon amarelo costuma ser mais adocicado e ter menos ácido oxálico, o que o torna mais suave. Além disso, o Bourbon amarelo possui cerca de 40% mais produtividade, e maturação entre 20 a 30 dias, porém ambos conservam a alta qualidade e sabor característicos.

Os arbustos da varietal costumam atingir até 2,6 metros de altura, comparados aos 3 metros do seu irmão, apresentando folhas bronze e verde-claro.

O seu cultivo ideal é sob clima ameno, em solos acima dos 1200 metros em relação ao nível do mar.

Pronto! Agora você já conhece o café Bourbon e pode provar para saber se lhe agrada. Volte para nos contar como foi a experiência e claro, acompanhe outros conteúdos do ReviewCafé.

cafeteria preparando delicioso café

Cafeteiras e Acessórios com Bons Preços

A Amazon preparou uma sessão com os produtos mais vendidos em sua categoria de cafeteiras e acessórios para café.

São centenas de produtos com preços acessíveis para você preparar seu café melhor.

Não perca a oportunidade de conferir os produtos em destaque.